top of page
  • Felipe Ledier

Entender para atender!

Atualizado: 19 de dez. de 2022

Uma breve história sobre Empatia.



"Empatia: uma palavra tão em voga mas que tem um significado simples e que pode mudar completamente a estratégia de comunicação da sua marca."

No caso, o objetivo aqui é ter empatia pelo seu público-alvo.


O pensamento de design (Design Thinking) trabalha com a empatia em um canvas de 4 setores e 2 quadros de análises.


O primeiro quadrante trata do que o cliente vê:

  • O mundo em que a pessoa vive diz quase tudo sobre ela. Compreenda o mundo das pessoas (amigos, família, colegas) e o redor que fazem o cotidiano.

  • A partir dessas informações, construa o SEU mundo para que as pessoas se sintam confortáveis e acolhidas.

O segundo quadrante trata do que o cliente fala e faz:

  • Reflita sobre as ideias que seu cliente costuma vocalizar.

  • O que é mais comum dele dizer?

  • Como age?

  • Quais são os hobbies dele?

  • Qual é o seu assunto favorito?

O terceiro quadrante trata do que o cliente ouve:

  • O que a pessoa ouve molda suas opiniões. Compreenda quais ideias mais influenciam seus clientes e no quê as pessoas mais importantes na vida dele acreditam.

  • Quais marcas preferidas?

  • Qual é a atitude do cliente?

  • Quais ídolos e influenciadores passam valores coincidentes?

O quarto quadrante trata do que o cliente pensa e sente:

  • Analise seu cliente a fundo, tentando compreender o que ele pensa e vivencia.

  • Como ele se sente em relação à vida?

  • Quais são suas preocupações e sonhos?

  • Quais são as ideias mais importantes para ele?

A partir dessa coleta de informações partimos para duas análise:


A primeira análise é quais são as dores do cliente:

  • Quais são os medos do cliente?

  • Quais são as frustrações dele?

  • O que mais atrapalha o cliente?

  • O que mudaria na vida dele?

A segunda análise é quais são as necessidades do cliente:

  • Depois de pensar sobre as dores, faça uma análise do que pode ser feito para supri-las:

  • O que faria o cliente se sentir melhor?

  • Qual resultado ele considera como sucesso?

  • O que o faz feliz?

  • O que cura as dores dele?

Com esse material extremamente rico em mãos, pode-se começar a elaborar uma estratégia realmente alinhada com as necessidades e expectativas do seu público-alvo.


Assista ao vídeo clicando aqui.

0 visualização0 comentário
bottom of page